porta a fora: Brique da Redenção, Porto Alegre


f30

[tweetmeme source=”A Likeable Blog…” only_single=false]f34

O Parque da Redenção fica em Porto Alegre e é um local super visitado – tanto por turistas quanto por locais. Nos finais de semana ele fica lotado de pessoas lendo, tomando chimarrão, fazendo exercícios, passeando com os cachorros – parece um parque normal, mas ele tem um “quê” de artístico. Não sei explicar bem, mas sempre tem grupos de teatro ensaindo, malabaristas treinando, músicos com instrumentos distintos como gaitas de fole e violoncelos –  afora o Brique.

f1

f3

O “Brique da Redença” (para os intimos) começou em 1978, e era  conhecido como Mercado das Pulgas devido aos vários expositores de antiguidades. Depois, virou a Feira de Artasanato do Bom Fim e atualmente, como Brique, possui 180 expositores 70 de antiguidades, 40 de artes plásticas e 10 de gastronomia.

Como o local é gigantesco e eu não tinha muito tempo, circulei pela parte de artesanato. Pretendo voltar logo com um post  parte dois, “antiguidades”. Vou mostrar os cliques aqui – algumas imagens estão em miniatura pra facilitar o carregamento da página, mas é só clicar que elas ampliam!

f5

f7

IMGP2785Acho que as pessoas precisam de um certo auto-controle quando visitam esse tipo de feira. Deparar-se com mosaicos de bandas de rock, placas de madeira de filmes icônicos e saber que pode passar tudo no cartão – sim, todas as barraquinhas aceitam cartão Visa – é bem perigoso. Ainda vem aquela vozinha “é artesanal, você nunca mais vai encontrar outro igual”.  Enfim, certifique-se de que você tem um lugar para pendurar uma placa de madeira gigantesca se comprar uma.

f10

f23

f31

O artesanato tem diversas opções de  matérias-primascouro, prata, fios, madeira, resina, ferro, gesso, vidro e várias coisas no setor artes plásticastelas, caricaturas e xilogravuras.

f25f24

f12

f14

f2

f22

f29

f27

IMGP2786Como eu já citei, manifestações culturais são super presentes no parque – nesse dia (que foi domingo 01/07) encontrei um representante da música africana (trajado da cabeça aos pés e com os respectivos tambores) um músico solitário com sua gaita de fole e uma conjunto incrível de Blues – que eu consegui fotografar antes da bateria da câmera acabar:

f28

O segmento “gastronomia” também fica para a próxima – mas eu juro, que não importa em que parte do Brique você caminhe, o cheiro de pipoca doce te acompanha!

Tem várias outras opções,  quibe, pastéis, biscoitos, empadas e produtos embalados, como mel e bolachas caseiras.

Viu? Brique não é só para comprar incenso* – ele funciona todos os domingos, à partir das 9h00.

* refêrencia a música Dowilson, da banda de rock gaúcho Vera Loca – http://letras.mus.br/vera-loca/1612010/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s